Vitamina C – Ácido Ascórbico
Compartilhar

Vitamina C – Ácido Ascórbico

A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel que é essencial para o funcionamento normal do corpo. Diferente da grande maioria dos mamíferos, os seres humanos não têm a habilidade de produzir sua própria vitamina C, por isso, é preciso obtê-la da dieta.1

O ácido ascórbico, ou vitamina C, é encontrado nas frutas cítricas e folhas cruas de vegetais, tais como couve-flor, brócolis, alface, couve, repolho roxo, espinafre, páprica, tomate, ervilha, morango, framboesa, acerola, laranja, entre outros.2

A vitamina C é essencial para o funcionamento adequado das células formadoras de vários tecidos do corpo humano3, sendo fundamental também para a formação e manutenção do colágeno, que é a base do tecido conjuntivo (tecido que mantém unidas as estruturas do corpo4), o qual dá suporte, elasticidade e forma ao corpo.5 O colágeno encontra-se na pele, ligamentos, cartilagens, articulações, ossos e dentes5, sendo importante também na cicatrização de queimaduras e ferimentos.4

A vitamina C também ajuda o organismo a absorver ferro4 e auxilia no depósito de cálcio e fosfato nos ossos3. Como um potente antioxidante, a vitamina C impede a formação de radicais livres e estimula o sistema imune5. Inibe a liberação de histamina, reduzindo os sintomas do resfriado6. Ela ajuda a prevenir os efeitos prejudiciais da poluição e protege contra infecções3.

Em situações de estresse, as concentrações de vitamina C e as células de defesa do sangue rapidamente diminuem. Desta forma, a suplementação de vitamina C pode melhorar os componentes do sistema imunológico, tornando a resposta imune mais efetiva. Esta vitamina também é fundamental no processo de desintoxicação do fígado e na proteção da função pulmonar.7

O escorbuto é a mais importante doença resultante da deficiência de vitamina C3. Esta doença caracteriza-se por manifestações hemorrágicas como sangramento de gengivas, edema nas articulações, fadiga, fraqueza, tonturas, anorexia, alterações cutâneas, infecções e morte.8 A vitamina C ajuda a reduzir a gordura e evitar seu depósito nos tecidos.9,10 Ela atua na síntese de carnitina, que está envolvida na oxidação da gordura.11

Referências

  1. HIGDON, J. An Evidence-Based Approach to Vitamins and Minerals. Thieme, New York, 2003, p. 65-72.
  2. PENTEADO, M. V. C. Vitaminas: Aspectos nutricionais, bioquímicos, clínicos e analíticos. Barueri, SP : Manole, 2003, p. 201-225.
  3. Vitamin C. Health Vitamins Guide. Disponível em: http://www.healthvitaminsguide.com/vitamins/vitamin-c.htm
  4. Merck Sharp & Dohme. Manual Merck de Informação Médica. 1a ed. Barueri: Manole, 2002, p. 722.
  5. PÓVOA, H. Radicais Livres em Patologia Humana. Rio de Janeiro: Imago, 1995, p. 21-23.
  6. Quick Access – Professional Guide to Conditions, Herbs & Supplements. Newton: Integrative Medicine Communications, 2000 – p. 412-413.
  7. PASCHOAL, V., MARQUES, N., SANT’ANNA, V. Nutrição Clínica Funcional: Suplementação Nutricional. 1ª edição, São Paulo: VP Editora, 2013, p. 294-311.
  8. AZULAY, M. M. et al. Vitamin C. Anais Brasileiros de Dermatologia, v. 78, n. 3, p. 265-274, 2003.
  9. HENDLER, S. S. A Enciclopéia de Vitaminas e Minerais. Editora Campus, 1994, p. 114-121.
  10. MINDELL, E. Vitaminas – Guia Prático das Propriedades e aplicações. Melhoramentos, 1996.
  11. LEÃO, A. L., DOS SANTOS, L. C. [Micronutrient consumption and overweight: is there a relationship?]. Rev Bras Epidemiol., v. 15, n. 1, p. 85-95, 2012.